Tomar Sorvete no Frio da Gripe? Mito ou Verdade! - Receita Natureba
Curiosidades

Tomar Sorvete no Frio da Gripe? Mito ou Verdade!

Será mesmo que tomar um picolé no frio causa gripe? Sair sem casaco é razão para ficar doente? Confira os mitos e verdades sobre essa grande polêmicas feitas por nossas mães! Tomar Sorvete no Frio da Gripe? Mito ou Verdade!

Tomar Sorvete no Frio da Gripe? Mito ou Verdade!

O inverno chega e traz com ele o aumento das doenças respiratórias. Isso acontece porque com a queda das temperaturas as pessoas tendem a se aglomerar em ambientes fechados, o famoso calor humano, facilitando a transmissão de microrganismo.

Sabe aquela história de não poder tomar um sorvetinho no frio para evitar pegar um resfriado?Isso não faz nenhum sentido. Não é o picolé que causa a doença, ela é transmitida de uma pessoa para outra por meio de bactérias e vírus no ar ou por contato físico.

Aquele conselho de mãe para não esquece o casaco também não tem muito a ver com resfriados. O moletom não impede a doença, mas é bom para o corpo não ter que aumentar a produção de energia que deixa a gente sempre na mesma temperatura evitando a queda de imunidade que facilita o contágio de doenças facilmente.

Agora ar condicionado, pode desligar. Ele deixa o ar seco e resseca nossa mucosa, responsável por defender o organismo contra a entrada de bactérias nos pulmões. Com ela ressecada ficamos mais vulneráveis baixando nossa imunidade e ai sim tendo uma maior possibilidade de pegar um resfriado.

E por último: pegou gripe e vai tomar um chá para sarar? Não há comprovação científica de que bebidas quentes ajudem. Mas ai beber chá, você inala o vapor e ele reduz o desconforto da congestão nasal, ajudando a limpar seu pulmões. Então chazinho  sopinha quente é mais frescura mesmo, ou para esquentar o corpo.

As dicas foram dadas por Celso Granato, virologista e professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Alberto Cukier, pneumologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP),Paulo Henrique Feitosa, membro da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia e por João Marcos Salge, pneumologista do Hospital do Coração.

FONTE: NOTICIASUOL

free website hit counter

Send this to friend

mytaste.pt mytaste.com